Siga

Receba atualizações

Paralelo

Por Assessoria •

Secretário de Saúde anuncia mais uma central de triagem em Maceió e três no interior

Durante a coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (27), o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, anunciou a abertura de quatro novas centrais de triagem para atendimento de pessoas com sintomas gripais. A exemplo da unidade que funciona no Ginásio do Sesi, no bairro do Trapiche, as futuras instalações serão montadas no bairro do Benedito Bentes, em Maceió, e nas cidades de Arapiraca, Porto Calvo e Santana do Ipanema.


O gestor ressaltou que a finalidade da estrutura é direcionar o fluxo de pacientes que chegam ao Hospital Geral do Estado (HGE), evitando assim que pessoas com suspeitas de contaminação por Covid-19 sejam transmissoras do vírus para os pacientes que estão internados por outras comorbidades. “Estamos recebendo informações da nossa central aqui na capital que muitas pessoas estão saindo do interior para buscar atendimentos para fazer testes rápidos para Covid-19, bem como tratar pessoas com outras síndromes gripais”, pontuou, antes de alertar à população que os testes rápidos só são realizados a partir do oitavo dia de sintoma.

Alexandre Ayres destacou que o Governo do Estado segue aumentando a quantidade de leitos exclusivos para tratar de pessoas com suspeitas ou contaminadas pela Covid-19. De ontem para hoje o número saltou de 339 para 376 leitos – foram 37 novos leitos, sendo 20 na enfermaria do Hospital Humanité, em Maceió, mais 17 na Santa Casa de Misericórdia, em São Miguel dos Campos. “Hoje tivemos mais uma ampliação. O Governo de Alagoas vem trabalhando fortemente para chegar a 250 leitos de UTI até 15 de maio, com a entrega antecipada do Hospital Metropolitano”, reforçou.

Além disso, o dirigente anunciou o envio de 10 mil testes para o interior do Estado e uma ação de busca ativa para localizar pessoas infectadas nos bairros da capital.


Casos confirmados

O mais recente boletim epidemiológico foi abordado com preocupação pelo secretário de Saúde. Alagoas chegou a 643 casos confirmados e 34 óbitos decorrentes da Covid-19. O fato tem outra consequência alarmante: o rápido aumento na ocupação de leitos destinados para pacientes infectados, que dobrou em apenas uma semana.

O alerta voltou a ser reforçado para o gestor para que a população alagoana cumpra o isolamento domiciliar e só deixe as suas casas em caso de necessidade. “O principal protagonista é o cidadão alagoano. Diariamente, estamos convivendo com os aumentos tanto no número de casos confirmados quanto de óbitos. Rapidamente, o vírus irá chegar nos 102 municípios alagoanos. Enquanto a Covid-19 não tem uma vacina para a sua cura, a medida eficaz é o isolamento social. É uma regra do Governo de Alagoas prorrogar o decreto de isolamento social quantas vezes for necessário”, assinalou.

Jana Braga