Siga

Receba atualizações

Paralelo

Por Assessoria •

“Festival Dendi Casa Tem Cultura” abre inscrições nesta segunda-feira (20)

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) lançou oficialmente, nesta sexta-feira (17), o edital do “Festival Dendi Casa Tem Cultura”, que vai selecionar 337 conteúdos digitais de artistas para apresentações on-line durante o isolamento social por conta da pandemia de coronavírus. As inscrições são gratuitas, começam na próxima segunda-feira (20) e seguem até o dia 30 de abril.


Os contemplados – que atuam nas áreas de artes cênicas, música, literatura e formação técnica em Alagoas – receberão cachês que totalizam um montante de R$ 300.200,00. O edital e anexos estarão disponíveis no site da Secult (www.cultura.al.gov.br). O resultado final será divulgado no dia 05 de maio.

Com o objetivo de estimular a cadeia da economia criativa de Alagoas, o certame fomenta a produção cultural no estado durante o período de isolamento social, que inclui a suspensão de atividades culturais. O edital se apresenta na modalidade de “credenciamento”.

De acordo com a secretária de Estado da Cultura, Mellina Freitas, o objetivo do edital, além de gerar renda, é oferecer arte e cultura gratuita à população durante o período de quarentena pela Covid-19, sem oferecer riscos à saúde, incentivando os alagoanos a ficarem em casa.

“Desde o decreto governamental que suspendeu, dentre outras ações, os eventos culturais, a equipe da Secult bem trabalhando dia e noite em busca de ferramentas para auxiliar a classe artística alagoana nesse momento tão difícil. E hoje, depois de muito trabalho, eu venho aqui anunciar para vocês que a partir de segunda-feira, dia 20 de abril, já estarão abertas as inscrições para o nosso edital. Agradeço à Procuradoria-Geral do Estado por entender a emergencialidade do pleito e a todos da Secult pelo empenho em lançar este edital”, disse a titular da pasta durante “live” nas redes sociais.

A secretária destacou, ainda, que esta é a primeira ferramenta de auxílio que um órgão público apresentou aos artistas alagoanos. “E tudo isso só foi possível graças ao comprometimento de toda aequipe e da gestão do governador Renan Filho, que desde sempre foi sensível às causas culturais. Continuamos trabalhando firme para trazer novos projetos que contemplem os segmentos artísticos”, afirmou.

O Festival – As apresentações acontecerão de forma on-line, com duração mínima de 40 minutos e máxima de 1 hora, com uma programação que será formatada pela Secult e pelos artistas. Serão contempladas as categorias artes cênicas, banda, instrumental, literatura, voz e violão e formação técnica das diversas manifestações da cultura popular, cultura afro-brasileira e de comunidades tradicionais, movimento LGBTI+, entre outros.


Poderão se inscrever pessoas físicas maiores de 18 anos, residentes há pelo menos três anos em Alagoas, com comprovada atuação na atividade e pessoas jurídicas de direito privado, de natureza cultural, com ou sem fins lucrativos, que deverão estar em pleno funcionamento e ser sediadas no estado.

As inscrições serão feitas de forma on-line, com o preenchimento de um formulário digital que será disponibilizado na internete envio das documentações (anexos, certidões negativas, RG, CPF, comprovante de residência, portfólio, etc.) por e-mail.

Jana Braga