Siga

Receba atualizações

Paralelo

Por Assessoria •

Avanços em infraestrutura e logística fomentam o turismo em todo o estado de Alagoas

O turismo depende não só de belezas naturais e atrativos turísticos, mas também de uma infraestrutura que garanta a qualidade da água, das praias, a preservação do meio ambiente, uma boa malha aérea, viária e atendimento à saúde pública. É pensando nisto que o Governo de Alagoas vem trabalhando em obras e projetos estruturantes que avançam em todas estas áreas para seguir fomentando a atividade turística no estado.

Um exemplo são as três grandes obras de saneamento básico já entregues em Maceió e Região Metropolitana: a instalação da Linha Expressa - Praça Lions, a revitalização do sistema de esgotamento sanitário nos bairros de Jacarecica e Cruz das Almas, e a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Benedito Bentes que, juntas, já elevaram a rede de esgotamento sanitário de Maceió, garantindo a limpeza das praias da orla da capital.

Essas obras se somam ao edital em andamento, em parceira com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para a concessão regionalizada do abastecimento de água e esgotamento sanitário da Região Metropolitana de Maceió, que inclui outros importantes municípios turísticos do estado, como Marechal Deodoro, no litoral Sul, e Barra de Santo Antônio e Paripueira, na região Norte. Com isso, a rede de esgoto cobrirá 90% da área de todas essas cidades no prazo de até 16 anos.

De acordo com Alberonaldo Lima Alves, engenheiro sanitarista e ambiental, esses avanços beneficiam a população em diversos aspectos, incluindo melhoria da qualidade de vida e saúde, além da preservação do meio ambiente. “É através do esgotamento sanitário que se é possível coletar, tratar e destinar adequadamente o efluente, evitando assim problemas de poluição nos corpos hídricos. Essas ações são indispensáveis para preservação de rios urbanos, que reflete positivamente nas condições de balneabilidade das praias, garantindo aos banhistas águas propícias para diversas atividades de recreação”, explica.

Somam-se às ações na capital e Região Metropolitana as obras de saneamento básico das cidades de Maragogi, Japaratinga, Passo de Camaragibe, São Miguel dos Milagres, Porto de Pedras, todas no Litoral Norte, e Barra de São Miguel, na Região Sul. Todas essas melhorias serão promovidas pelo Governo do Estado, por meio das secretarias de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Infraestrutura (Seinfra) e Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), com recursos de empréstimo concedido pelo Banco Andino de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

Estrutura em Saúde

A rede de atendimento público de saúde também é essencial para o sucesso de um destino turístico, ainda mais no cenário pós-pandemia. Nesse sentido, o Governo de Alagoas dá mais um grande passo em benefício da região Norte do estado, segundo maior polo turístico alagoano, com a recente inauguração do Hospital Regional do Norte, na cidade de Porto Calvo.

O Hospital Regional do Norte, em operação desde o início de julho, atende a todos os municípios da região, entre eles, Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres, que estão entre as cidades alagoanas mais procuradas por turistas de todo o mundo. Para o trade turístico da região, a inauguração do equipamento hospitalar eleva o patamar do turismo na área.

“A inauguração deste hospital veio num momento muito importante, o que demonstra o cuidado que o governador Renan Filho tem com os moradores do litoral Norte de Alagoas e com nossos turistas. Com a pandemia, o viajante tem muita preocupação com a saúde e escolhe destinos que lhes dão melhores condições, caso necessite de atendimento médico hospitalar. Este novo hospital é mais um motivo para nossos turistas se sentirem seguros, além da garantia dos protocolos que o setor turístico já implantou”, ressalta Ana Maria Carvalho, presidente executiva do Costa dos Corais Convention Visitors e Bureau, entidade que fomenta a atividade turística em toda a Costa dos Corais e conta com cerca de 30 empreendimentos associados.

Construída em uma área de 11.320 m², com capacidade para 123 leitos, a unidade hospitalar gera mais de 500 empregos. O novo hospital recebeu investimentos do Tesouro Estadual da ordem de R$ 30,7 milhões. Conforme o projeto elaborado pela equipe técnica da Superintendência de Atenção à Saúde (SUAS), da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), a unidade irá contemplar uma população estimada em 166 mil habitantes.

Além da região Norte, a capital também avança na na área de saúde. Inaugurado no mês de maio, o Hospital Metropolitano, localizado no bairro Tabuleiro dos Martins, parte alta de Maceió, tem investimento em torno de R$ 80 milhões em recursos próprios. O equipamento disponibiliza 160 leitos exclusivos para tratamento da Covid-19, por enquanto, sendo 30 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 130 de enfermaria, e possui em sua estrutura seis pavimentos e 15 alas, com capacidade para realizar 10.300 atendimentos mensais após a pandemia.

Infraestrutura viária e turística

Com recursos oriundos do CAF, o Governo de Alagoas irá promover obras viárias e de mobilidade na região Norte, como a construção da Rota de Charme na rodovia AL-101 Norte, que liga o litoral Norte de Maceió à cidade de Barra de Santo Antônio, além da rota cultural Velho Graça, na rodovia AL-115, que liga Arapiraca a Palmeira dos Índios, na região Agreste do estado.

Outros projetos de desenvolvimento urbano também serão viabilizados com estes recursos como a revitalização da rodoviária, da estação ferroviária e da Casa Museu Jorge de Lima, todas na cidade de União dos Palmares, um dos principais polos turísticos do estado, que atrai milhares de turistas anualmente em busca da terra e história de Zumbi, marcada pelo Quilombo dos Palmares.

À beira do Rio São Francisco, a cidade de Penedo, outro patrimônio histórico nacional alagoano, também receberá investimentos em infraestrutura que promovem a atividade turística como a urbanização da orla fluvial com acessibilidade e a urbanização do bairro da Rocheira, ponto turístico tradicional do município. Todas estas obras estão com o projeto em elaboração e têm início previsto para este ano.

Para o secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, todos esses avanços em infraestrutura consolidam Alagoas com um dos maiores e melhores destinos turísticos do Brasil.

“Estamos resolvendo problemas que eram gargalos de década na infraestrutura do estado e afetavam diretamente o sucesso da atividade turística. Com saneamento básico, garantimos a qualidade da água e a limpeza das praias, com boa malha viária garantimos que o turista tenha segurança em vir ao estado e se deslocar entre os municípios, já com uma melhor estrutura em saúde promovemos mais conforto e tranquilidade a quem nos visita. Por essas e outras questões somos o grande Destino da retomada da atividade turística no Brasil e, com a entrega destas obras que beneficiam todo o estado, consolidaremos o turismo como a grande mola propulsora da economia alagoana, voltando a gerar emprego e renda a milhares de alagoanos”, pontuou. 

 

Logística e o Porto de Maceió

Após mais de dez anos, o Porto de Maceió voltará a receber embarque e desembarque de passageiros em cruzeiros turísticos nesta temporada 2020/2021 da atividade. Depois de dois anos de negociação e aproximação entre o Governo de Alagoas, por meio da Sedetur, e as principais companhias cruzeiristas do mundo, a MSC Cruzeiros, uma das maiores do mundo no ramo, volta a oferecer pacotes de viagens com início e fim na capital alagoana.

Serão 15 paradas do MSC Seaview, o maior cruzeiro atualmente em atividade no país, no Porto de Maceió, entre dezembro deste ano e abril de 2021. Para melhor atender a esta demanda, a Sedetur prepara uma estrutura de recepção a estes passageiros, com espaço climatizado para embarque, desembarque, salas de inspeção, raio-x e estacionamento que facilite a logística e promova conforto e segurança.

Jana Braga